quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

PAULO HENRIQUE AMORIM: MORO E A GLOBO QUEBRARAM O PAÍS

Lava Jato: Moro e a Globo
já quebraram o Brasil

O sistema financeiro corre tantos riscos quanto as empresas de infra-estrutura
               
Desde o inicio da Lava Jato são mais de 80 mil demitidos diretos.

Por enquanto.

Multiplicados por três, entre empregos diretos e indiretos, já se perderam 320 mil empregos (80 mil + 240 mil, à base de três indiretos por um direto).

O estaleiro Engevix, do Polo Naval de Rio Grande (RS) demitiu mais de três mil.

Lideres sindicais gaúchos temem que outras duas mil demissões venham a ocorrer, breve.

O estaleiro Enseado do Paraguaçu, sociedade da Odebrecht, OAS e UTC, em Maragogipe, no Reconcavo baiano, demitiu 2.500 de novembro até hoje.

Nas cidades de Rio Grande (RS), Itaboraí (RJ) e Maragogipe (BA) lojas comerciais fecham e aumentou a criminalidade, com o desemprego.

Maragogipe, na verdade, parece uma cidade-fantasma.

A OAS já colocou ativos à venda e de demitiu executivos com 25 anos, 30 anos de casa, para voltar ao tamanho que tinha nos anos 70.

As demissões na refinaria Abreu e Lima (PE) passariam de 10 mil, num quadro que já exige um programa especial de emergência das prefeituras da região metropolitana de Recife.

O Comperj (Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro), em Itaboraí, está, na prática, parado.

E dentro de seis meses pode encerrar as atividades sem ter entrado em funcionamento.

O Comperj tinha 6 mil trabalhadores em sua planta industrial.

Hoje, não chega a ter 1 mil.

As empresas investigadas pela Lava Jato têm mais de R$ 5 bilhões a receber da Petrobras – já vencidos e não pagos.

As empresas credoras são obrigadas a atrasar os pagamentos a seus fornecedores.

Numa sucessão de atrasos e inadimplência em toda a cadeia de produção.

Os bancos particulares e oficiais que sempre financiaram os fornecedores de serviços à Petrobras não querem mais emprestar às construtoras citadas na Lava Jato.

A divida dessas empresas com bancos como Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Santander e HSBC passa dos R$ 100 bilhões.

A Odebrecht deve mais de R$ 70 bilhões.

A OAS deve R$ 8 bilhões.

As outras empreiteiras da Lava Jato, juntas, devem outros R$ 30 bilhões.

O que coloca em risco, também, a higidez do sistema financeiro brasileiro.


DINIZ PINHEIRO DEIXA A ASSEMBLEIA

Candidato derrotado a vice-governador na chapa com Pimenta da Veiga, na disputa pelo o governo de Minas,Diniz Pinheiro deixa o cargo de deputado e presidente da assembleia no próximo domingo.

FIDEL AOS 88 ANOS

frei betoO líder cubano Fidel Castro se encontrou na terça-feira com o teólogo brasileiro Frei Betto, informa o jornal oficial Granma. “O companheiro Fidel e o destacado intelectual brasileiro Frei Betto tiveram na tarde de ontem (terça-feira) uma conversa amistosa, durante a qual abordaram vários temas nacionais e internacionais”, afirma o Granma.
“O encontro aconteceu em um clima afetuoso, característico das amplas e fraternais relações existentes entre Fidel e Betto”, completa o jornal oficial em sua edição on-line.
 
A conversa aconteceu um dia depois de Castro, de 88 anos e afastado do poder desde 2006, ter falado pela primeira vez sobre a histórica aproximação entre Cuba e Estados Unidos para declarar que, embora desconfie de seu velho inimigo, não rejeita os acordos, o que foi considerado por Washington como um “sinal positivo”.

DILMA DEU UMA DE PINÓQUIO

dilmapinoquioDilma Rousseff.  Medidas tomadas  poucas semanas depois da eleição deixaram Pinóquio com inveja alheia.
Por Alex Medeiros – Jornal de Hoje

HENRIQUE ALVES DEIXA A CÂMARA FEDERAL

henriqueimpositivo
O deputado federal Miro Teixeira (PROS-RJ) assumirá o decanato da Câmara dos Deputados. Ocupará a vaga do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) que no próximo sábado se despede da Casa. E da Câmara onde passou uma vida inteira

CUNHA COM MEDO DO GOVERNO

cunhaPF
O líder do PMDB e candidato à Presidência da Câmara, deputado Eduardo Cunha (RJ), reagiu à participação de cinco ministros em almoço organizado hoje (28) para buscar apoio à candidatura do petista Arlindo Chinaglia (SP), onde estiveram lideranças de vários partidos. De acordo com Cunha, não tem nenhum problema ter candidatos diferentes dentro da base governista, mas “significa você ter que respeitar a todos”.
“Se o governo interferir [na disputa], ele vai criar um descompasso entre aliados da mesma base. O almoço de alguns ministros que estão apoiando, eventualmente, é uma coisa. Não acho bom. Não deveria fazê-lo”, disse o peemedebista ao afirmar que o Parlamento é livre, soberano e independente para ter a disputa. Cunha disse que não está fazendo almoços com os ministros do seu partido.

CONCURSO BANCO DO BRASIL

O Banco do Brasil prorrogou a validade do prazo das Seleções Externas de 2013/002 e 2014/001 para  8 de maio e 24 de junho de 2016, respectivamente. Os candidatos em cadastro podem ser nomeados até o fim dos novos prazos.  De acordo com o Banco, o aviso da prorrogação será divulgado no Diário Oficial da União (DOU) amanhã, sexta-feira (30).
As duass seleções foram realizadas para a formação de cadastro reserva. O objetivo da prorrogação, segundo o Banco, além de manter o histórico da empresa de renovar o prazo de validade de todos os seus concursos, é reforçar o compromisso e o respeito com seus candidatos. O concurso 2013/002 ofereceu vagas de nível médio para os seguintes estados: Alagoas, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pará, São Paulo, Tocantins e no Distrito Federal.
No concurso de 2014/001, as vagas foram para as capitais de todos os estados e para a cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. Os cargos para cadastro  reserva foram para o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmet): Médico, Engenheiro, Enfermeiro, auxiliar de Enfermagem e técnico de Segurança.

EX-DEPUTADA LUZIA FERREIRA VIRA SECRETÁRIA NA CAPITAL

Ao tomar posse na próxima segunda-feira como secretária de Governo de BH, Luzia Ferreira estará assumindo o comando da pasta que é o coração da prefeitura, com influência sobre todas as áreas da administração. Trata-se de uma aposta alta de Marcio Lacerda, que tenta projetar a amiga para as eleições de 2016, se não como candidata a prefeita ao menos para compor como vice uma chapa governista.

TOMOU POSSE O NOVO CHEFE DA POLÍCIA CIVIL DE MINAS

Na transmissão de cargo, seu antecessor, o delegado Oliveira Santiago Maciel, destacou os feitos da Polícia Civil durante a Copa do Mundo e nas eleições 2014, quando um grande efetivo foi colocado nas ruas. "Segurança pública não se restringe apenas à Polícia Civil, é dever também do Estado e de todos. A essência da corporação vem da união dos esforços de cada um dos seus servidores".

Em seu discurso de posse, o novo chefe da Polícia Civil falou das mudanças que pretende fazer. "A Polícia Civil tem uma nova missão. Nossas ações vão buscar o fortalecimento da corporação, principalmente a valorização dos homens e mulheres, por meio de uma remuneração adequada, para corrigir distorções", disse Wanderson.
O delegado também prometeu ampliação de vagas. "Vou pedir a convocação dos excedentes do último concurso (2013) para perito criminal e médico legista (95 peritos e 121 legistas já foram admitidos); além da ampliação do ultimo concurso realizado para investigador (1.000 vagas foram abertas, e novo chefe da Civil quer pelo menos outras mil)".

QUEDA NO FPM

A Secretaria do Tesouro Nacional (STN) depositará na noite desta quinta-feira (29), nas respectivas contas bancárias das prefeituras, os valores referentes ao terceiro decêndio do Fundo de Participação de Participação dos Municípios (FPM). Somados os valores dos três decêndios – repasses feitos a cada dez dias – o total do FPM deste mês de janeiro de 2015 registrou uma queda em valores nominais de 7,3 por cento em relação a janeiro de 2014.
Levando-se em conta a inflação dos últimos doze meses, a queda real foi ainda mais acentuada, de 12,4 por cento. 

CAMPANHA EDUCATIVA PARA O CARNAVAL: PREVENÇÃO DST E AIDS


camisinhaA maioria dos brasileiros (94%) sabe que a camisinha é melhor forma de prevenção às DST e aids. Mesmo assim, 45% da população sexualmente ativa do país não usou preservativo nas relações sexuais casuais nos últimos 12 meses. Os dados, inéditos, são da Pesquisa de Conhecimentos, Atitudes e Práticas na População Brasileira (PCAP), que serão apresentados nesta quarta-feira (28), em Brasília, durante o lançamento da campanha de prevenção às DST e Aids para o Carnaval 2015. Realizada em 2013, a pesquisa entrevistou 12 mil pessoas na faixa etária de 15 a 64 anos, por amostra representativa da população brasileira.
Os dados comparativos com pesquisas anteriores mostram que o uso do preservativo na última relação sexual, ocorrida nos últimos 12 meses, se manteve praticamente estável: 52% em 2004, 47% em 2008 e 55% em 2013, apesar das constantes campanhas de estímulo ao uso do preservativo durante todos esses anos. Além disso, houve um crescimento significativo de pessoas que relataram ter tido mais de 10 parceiros sexuais na vida. Esse percentual subiu de 19%, em 2004, para 26% em 2008, chegando a 44% no ano de 2013.

CONCURSO DO INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) ainda aguarda a autorização do Ministério do Planejamento para realizar um dos Concursos Públicos mais aguardados de 2015. Serão abertas, segundo a lista publicada pela Associação Nacional de Proteção e Apoio aos Concursos (Anpac), 4.730 vagas, sendo 2.000 para Técnico do Seguro Social formado em nível médio, 1.580 para Analista e 1.150 para Perito Médico, com ensino superior. A remuneração inicial devida a função de Perito é de R$ 5.256,54.
O mês de fevereiro pode ser decisivo para a evolução desse concurso, já que o Congresso Nacional retorna do recesso e deve votar a Lei Orçamentária Anual – LOA de 2015. Com isso torna possível o planejamento de investimentos em âmbito federal.Em nota publicada em seu site, a Anpac comentou sobre o déficit de servidores do quadro do INSS, afirmando que é preciso dar a atenção devida ao órgão por sua importância social para a população.

MONTES CLAROS: A POLÍTICA SUI GENERIS DA CAPITAL DO NORTE DE MINAS

A política é mesmo fascinante e interessante. Às vezes sem qualquer lógica. Vejamos o caso do PMDB de Montes Claros, muito criticado em um passado recente pela a oposição, hoje, acreditem! Disputado por todos os lados, principalmente pelo o seu importante espaço de TV.

Na última eleição municipal era a legenda que abrigava o ex-prefeito Tadeu Leite que passa  por um processo de profunda rejeição popular, fato que repercutiu negativamente na votação do seu filho, o deputado estadual Tadeuzinho na capital do Norte de Minas, deixando um legado de sérias dificuldades administrativas para o atual prefeito Ruy Muniz que numa linha tênue, consegue, pelo menos por enquanto, controlar a situação; criticando o governo passado dos peemedebistas e mantendo a  legenda firme como grande aliada.

Por outro lado a oposição, principalmente o PT que bateu firme no governo  de Tadeu leite, hoje faz de tudo para atrair o partido.

Por isso que a eleição em Montes Claros é sui generis, muito peculiar. É uma situação difícil de entender que confunde a própria população.

Mas diante de tudo isso que surge um fato novo, o surgimento de uma política mais aberta , transparente e democrática, defendida pela a primeira suplente de deputada federal, Dra. Ariadna.

Com quase 31 mil votos obtidos na última eleição, sem nunca ter disputado um cargo público, faz dela um fenômeno na política da sexta maior cidade de Minas.

Bem articulada, conciliadora ela aparece num cenário novo que transcende a política feita nos últimos 30 anos na cidade.

Faz do seu discurso uma arma poderosa  em defesa de um projeto maior para o município.

Segundo ela a cidade de Montes Claros só terá  o caminho contínuo do desenvolvimento se a classe política tiver uma união em torno de um projeto que atenda as demandas da população também do Norte de Minas.

Pensar Montes Claros é unir forças com a classe política do Noroeste Mineiro, principalmente agora com o governo estadual e federal unidos, afirmou.

São ingredientes que exigiram dos candidatos à prefeitura de Montes Claros  uma leitura de um  eleitor que parece surgir em busca de novos caminhos para a cidade.  



JOGOS MUNDIAIS INDÍGENAS

:
Governo federal estabeleceu como prioridade o sucesso dos Jogos Mundiais Indígenas, que acontecerão em Palmas entre os dias 15 e 27 de setembro; foi o que ouviu o prefeito Carlos Amastha (PP) em reuniões com ministros; com George Hilton, do Esporte, foi criada uma comissão para acompanhar as obras do evento; ministro Jacques Wagner, da Defesa, garantiu que esquema de segurança será nos moldes do utilizado na Copa do Mundo; Amastha superou divergências políticas com a ministra Kátia Abreu (PMDB), garantiu apoio dela e consolida os Jogos Mundiais Indígenas como o evento esportivo do Brasil em 2015 e que projetará a capital mais jovem do país para o mundo.

MONTES CLAROS: DECISÕES EQUIVOCADAS DO PREFEITO, CRESCE O NOME DA DR. ARIADNA

Apesar de possuir uma inteligência rara o prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz, ao se preocupar na última eleição exclusivamente com a candidatura da sua esposa, Raquel Muniz (eleita deputada federal) cometeu alguns equívocos.
O primeiro não seguiu a orientação partidária do PRB, depois não apoiou a própria irmã, a também candidata a deputada federal, Dra. Ariadna.
Terceiro embarcou na campanha do candidato derrotado ao governo de Minas, Pimenta da Veiga e no final para concluir  a derrota de Aécio Neves. 
Ainda viu o crescimento político do seu principal adversário político Paulo Guedes que promete disputar a eleição municipal com o apoio do governo estadual e federal.
Diante desse cenário praticamente ficou sem nenhuma base política, dependendo agora do apoio do PMDB, ao seu projeto de reeleição em Montes Claros.
Para completar a sua irmã, até então médica conceituada reservada, Dra. Ariadna surge como um nome novo independente que pode influenciar fortemente o processo eleitoral em 2016. Tratada como guerreira pelo o grande desempenho político na última eleição, já que nunca tinha sido candidata a nenhum cargo público e não teve nenhum apoio das grandes lideranças políticas. Ela agora ratifica sua força política diante de seu perfil de uma mulher determinada e perfil conciliador.

LAGOA GRANDE: PREFEITO É REFERÊNCIA NA GESTÃO PÚBLICA

Não é a toa que o prefeito da pequena cidade de Lagoa Grande tem sido referência no Noroeste e Alto Paranaíba. Enquanto muitos prefeitos estão reclamando sem nenhuma obra de infraestrutura, o prefeito Dr. Márcio Valeriano (PRB) comemora inúmeras obras no munícipio. Entre elas duas UBS, Pró-infância, creches, 10 tratores, reforma e ampliação do estádio de futebol, renovação da frota de veículos e várias outras  ações que estão melhorando a qualidade de vida da população.
Reconhecido pela administração competente e  habilidade política Dr.Márcio foi um dos principais nomes que apoiou a campanha vitoriosa de Pimentel e Antônio Andrade na região. No programa estadual do PRB levado ar ontem (28)para todo o estado, foi um dos destaques. Otimista e  entusiasta vibra com a possibilidade de concluir inúmeros projetos nos últimos dois anos da sua administração.

MONTES CLAROS: HUMBERTO SOUTO SÓ PENSA NAQUILO.....



Suplente de deputado federal o Ministro aposentado do Tribunal de Contas da União (TCU). O advogado e ex-deputado Humberto Souto (PPS), 80 anos. Se organiza agora com o objetivo de disputar novamente a prefeitura de Montes Claros. Depois de ter ficado com 23,97% dos votos válidos na última disputa municipal sonha agora superar principalmente os dois principais adversários o atual prefeito Ruy Muniz e o Secretário Estadual Paulo Guedes na guerra para sentar no próximo ano na cadeira da principal cidade do Norte de Minas. Segundo as pessoas mais próxima de Souto, ele só pensa nisso.......

A NOVA LOGO DO GOVERNO DE MINAS



A nova identidade do governo de Minas faz  menção ao projeto de governo participativo que Fernando Pimentel promete implantar durante os próximos quatro anos.



DILMA QUER DEBATER A REFORMA POLÍTICA

Roberto Stuckert Filho/PR
Governo está preparando reforma para unificar PIS e Cofins, anuncia Dilma
Além da reforma do PIS/Cofins, a presidenta anunciou plano nacional de exportações
A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (27), na primeira reunião com a nova equipe ministerial na Granja do Torto, que colocará o debate sobre a reforma política no primeiro semestre. Para Dilma, que já recuou da intenção de fazer um plebiscito sobre o assunto logo após ser reeleita, disse que cabe ao governo "impulsionar" essa mudança no sistema político-eleitoral.

A petista defendeu ser preciso discutir novas formas de financiamento de campanha. Ela afirmou esperar que cada um dos ministros dialogue com o Congresso e com a sociedade. Disse ainda que conta com eles para honrar todas as expectativas do eleitor. "Por fim, espero de todos muita dedicação, muita cooperação entre os ministérios, desejo muita sorte e muito sucesso a todos", destacou a presidente.

CANDIDATURA DO JÚLIO DELGADO SOBE NO TELHADO


VALTER CAMPANATO/AGENCIA BRASIL
Cúpula tucana reage à ala pró-cunha e cobra engajamento por júlio Delgado
Delgado: terceira via estaria sendo considerada “fraca e inviável” por aliados
Depois de o PSB ter recorrido ao senador Aécio Neves (PSDB) para evitar a dissidência tucana à campanha de Júlio Delgado (PSB) pela presidência da Câmara dos Deputados, foi descartada a possibilidade de o socialista retirar a candidatura dele. Os correligionários Fernando Henrique Cardoso (FHC) , o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o senador José Serra (PSDB-SP) também manifestaram “inquietação” com o movimento pró-Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Eles cobraram engajamento das lideranças do partido contra o nome que poderia definir a disputa no primeiro turno no domingo (1º).
A ideia de o PSB desistir da disputa não é confirmada pelo socialista, mas chegou a ser ventilada antes da investida tucana, segundo deputados de Minas. Isso em decorrência das últimas declarações de deputados do PV, PSB, e até do PSDB e PPS de que a terceira via tornou-se “fraca e inviável”.
Os outros nomes que concorrem ao posto são Chico Alencar (PSOL-RJ) e Arlindo Chinaglia (PT-SP). Esse último tem o apoio de outra forte liderança em Minas: o governador Fernando Pimentel (PT).
“Faremos uma reunião na sexta-feira para definir o assunto e a decisão que prevalecer será a do partido. Eu reafirmo o compromisso que temos com Júlio e vou defender essa posição”, garantiu Aécio.
FHC também conversou sobre o assunto com Serra. O senador paulista teria dito ser um “absurdo o partido priorizar a derrota do PT ao que é melhor para o país”. Alckmin também foi acionado por Aécio na última terça-feira (27) e disse que ligará aos 14 deputados da bancada paulista para demovê-los da ideia da debandada.
O racha ao apoio à candidatura de Delgado tem sido liderado por parlamentares de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. A avaliação dos tucanos é que o peemedebista representa hoje um nome alinhado à oposição ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

JUROS DO CHEQUE ESPECIAL NAS ALTURAS


chequeA taxa média de juros no cheque especial chegou a 200,6% ao ano em dezembro do ano passado, segundo o Banco Central. Esse é o maior percentual desde fevereiro de 1999, quando o juro nessa modalidade estava em 204,3% ao ano

TRIÂNGULO MINEIRO: RESERVATÓRIOS EM SITUAÇÃO DE RISCO

A massa de ar quente seco que esteve sobre a região Sudeste do país durante ao menos 15 dias deste mês fez com que os níveis de quatro dos cinco reservatórios de usinas hidrelétricas do Triângulo Mineiro voltassem a cair. Dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) do início desta semana revelaram que as reservações das unidades de Marimbondo, Água Vermelha, Emborcação e Nova Ponte desceram entre um e seis pontos percentuais em relação ao verificado no fim de dezembro. Naquela ocasião, houve uma chuva sobre a região. Na contramão dos demais, o reservatório da usina São Simão se manteve estável entre o último mês do ano passado e janeiro.
Para Oliveira, este ano pode ser igual a 2014, com poucas chuvas e situação hidrológica ruim (Foto: Cleiton Borges)
Para Oliveira, este ano pode ser igual a 2014, com poucas chuvas e situação hidrológica ruim (Foto: Cleiton Borges)
Nessa situação, os reservatórios que já apresentavam níveis abaixo dos 33% registrados, período em que houve uma série de apagões no país (entre 2000 e 2001), voltam a entrar em situação de risco com possibilidade de atingir o volume morto. Isso porque, embora a bolha de calor já tenha sido rompida por massas de ar frio e chuvas recentes, não haverá precipitações suficientes para recuperar os níveis em curto prazo, segundo medição do Laboratório de Climatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU). “Para janeiro, a expectativa de chuva, por exemplo, era de 300 mm, porém, choveu somente cerca de 70 mm até o momento devido ao veranico prolongado”, disse o professor e climatologista da UFU Luiz Antônio de Oliveira. Oliveira lembra que essa massa de ar quente também foi presenciada no último janeiro, o que prejudicou a capacidade hídrica do país no ano passado. Assim, ele acredita que este ano pode ser semelhante a 2014, com poucas chuvas, situação hidrológica ruim e, consequentemente, problemas na captação de água e de geração de energia.

BLOCO DE PARTIDOS NA ASSEMBLEIA PODEM MANIFESTAR APOIO A PIMENTEL

ABRE-G
Criação da “federação” é capitaneada por Márcio França (PSB)

A criação de uma “federação partidária” entre PPS, PSB, PV e Solidariedade (SD), que está em curso no plano nacional, pode ser formalizada também em Minas Gerais. Assim como aconteceu na Câmara dos Deputados, onde as siglas se uniram para formar um bloco, o plano pode ser repetido na Assembleia de Minas (ALMG). A proposta é ter candidatos em todas as cidades do Brasil nas eleições de 2016. Em Belo Horizonte, contudo, o plano pode encontrar dificuldades para se implantar

DISPUTA PELA A PRESIDÊNCIA DA CÂMARA: ARLINDO NA FRENTE?

O deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) (Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados)

Kindle
Share0
 
As duas principais campanhas pela Presidência da Câmara se igualam num ponto: ambas dizem que lideram a corrida. Um dos coordenadores da candidatura de Arlindo Chinaglia (PT-SP), o deputado Paulo Teixeira afirma: "Arlindo Chinaglia já aparece em primeiro lugar em nossa contagem". Enquanto isso, o candidato Eduardo Cunha (PMDB-RJ) tem falado aos seus aliados que tem 332 dos 513 votos -- 64% do total. As contas, juntas, não fecham. E ainda há mais dois postulantes à Presidência da Câmara. O mineiro Júlio Delgado (PSB) e o carioca Chico Alencar (PSOL). A eleição será no próximo domingo

MONTES CLAROS: EX-DEPUTADA PODE ASSUMIR SECRETARIA MUNICIPAL

Cresce as especulações que a ex-deputada estadual, Ana Maria deverá  assumir a secretaria de Ação Social da Prefeitura de Montes Claros.

DEPOIS DE 70 ANOS DE NOIVADO, ENFIM O CASAMENTO!

casadl70
Ele tem 103 anos, ela 90, mas isso não foi impedimento para que os dois assinassem os documentos para dizer: “enfim, casados” –expressão que tem um significado especial para esse casal de Tatuí (cidade que fica a 126 quilômetros de São Paulo). O relacionamento de Davi Bittencourt e Maria Poutrole dura 70 anos, mas nunca houve um casamento como manda o figurino.
 
A decisão por oficializar a relação e pôr fim ao noivado de sete décadas foi uma resposta ao desejo do único filho do casal, que sempre quis ter em mãos a certidão de casamento dos pais. Mas havia um problema: a documentação. Como os dois já são muito idosos, não tinham todos os documentos exigidos no cartório. Foi aí que entrou em cena Ana Alice Soares, que convive com os dois há dez anos.
A dona Maria não acreditava que fosse possível conseguir os documentos, mas eu não desisti”, explica. “Não foi fácil, porque ele já tem mais de cem anos. Demorei dois anos para conseguir tudo o que precisava.” Tudo foi levado ao cartório da cidade, onde a documentação foi preparada. O dia do sim foi na segunda-feira (26). Ele estava de terno e ela, com uma roupa clara e delicada. Em frente ao juiz, seu Davi precisou de ajuda da noiva para dizer o que era preciso. “Fala sim para o juiz”, disse a dona Maria no ouvido do noivo, que tem problemas auditivos. Rapidamente ele diz: “Então sim”.

PROUNI: QUASE UM MILHÃO DE INSCRITOS

prouniO Programa Universidade para Todos (ProUni) registrou 972.364 candidatos inscritos até as 18h de hoje (27), segundo o Ministério da Educação (MEC). As inscrições começaram ontem e podem ser feitas até o dia 29 na página do ProUni. De acordo com o balanço, São Paulo tem o maior número de inscritos (178.225), seguido por Minas Gerais (126.854) e pelo Rio de Janeiro (69.624).
O programa oferece bolsas no ensino superior privado com base nas notas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em 2015, serão ofertadas 213.113 bolsas – 135.616 integrais e 77.497 parciais. As bolsas serão para 30.549 cursos, em 1.117 instituições de ensino superior privadas.
Podem concorrer às bolsas estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular, na condição de bolsista integral. É preciso ainda comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais, no valor de 50% da mensalidade, a renda bruta familiar deve ser de até três salários mínimos

SENADOR LANÇA CANDIDATURA À PRESIDÊNCIA DO SENADO

LuizHenrique
O senador Luiz Henrique (PMDB-SC) anunciou hoje (27) que será candidato à presidência do Senado. No próximo dia 1º, logo após a posse dos 27 senadores eleitos em outubro de 2014, será eleita a Mesa Diretora da Casa. Até o momento, não há candidatos oficiais ao cargo, mas os líderes partidários já consideram que o atual presidente, Renan Calheiros (PMDB-AL), será o nome oficial do partido à reeleição.
Tradicionalmente, por contar com a maior bancada do Senado, o PMDB tem a prerrogativa de indicar o nome do presidente, mas os senadores podem quebrar o acordo histórico e eleger um candidato diferente daquele indicado pelo partido.
“Um grupo grande de senadores deve lançar uma chapa forte para a disputa. Há uma tendência em direção ao meu nome. Recebi muitos apelos também de companheiros de vários partidos, o que vai nos possibilitar fazer uma chapa forte e bem representativa”, disse Luiz Henrique ao anunciar a candidatura alternativa

CERVEJA EM LATA: 80 ANOS DE HISTÓRIA

cervejalataA cerveja de latinha completou 80 anos de idade neste mês de janeiro. Se hoje é possível carregar a bebida com mais praticidade, é graças a uma cervejaria de Newark, nos Estados Unidos, que desenvolveu a técnica. Em 24 de janeiro de 1935, as marcas Krueger Finest Beer e Krueger Cream Ale começaram a comercializar as primeiras latinhas de cerveja em Richmond, Virginia.
No começo, a invenção enfrentou problemas, já que a bebida não se adaptava ao novo invólucro e explodia a lata. “Nunca conseguiremos substituir as garrafas de vidro”, diziam os cervejeiros da época. No entanto, com algumas modificações no revestimento das latas, a invenção se consolidou como a maneira mais prática, leve e fácil de consumir e transportar a bebida.

TERMINA HOJE (28)PRAZO PARA OS MUNICÍPIOS INTERESSADOS NO MAIS MÉDICOS

mais medicosTermina hoje (28) o prazo para os municípios se inscreverem no Mais Médicos. Nesta nova edição do programa, 1.500 prefeituraspoderão solicitar ao governo profissionais para prestar atendimento clínico na rede pública de saúde. A adesão pode ser feita nosite do programa.
Estão aptas a aderir as prefeituras que receberam médicos do Provab 2014, que termina em fevereiro, e aquelas de municípios com maior vulnerabilidade econômica e social. Tiveram prioridade, por exemplo, as cidades com 20% da população em extrema pobreza, com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) baixo, localizadas no semiárido, nos vales do Jequitinhonha, Mucuri e Ribeira e nas periferias de capitais e regiões metropolitanas. O Ministério da Saúde também deu prioridade à expansão do programa para os distritos indígenas.

DISPUTA PELA A CÂMARA FEDERAL DEVERÁ SER DEFINIDA NO SEGUNDO TURNO

A votação expressiva de Delgado, se confirmada, deve levar a eleição para um segundo turno entre o petista Arlindo Chinaglia, fortemente apoiado pelo Planalto, e Eduardo Cunha, do PMDB, um inimigo de Dilma, embora oficialmente aliado ao governo. Hoje, este é o cenário mais provável.

MINAS GERAIS: PMDB E PT COMANDAM AS NOMEAÇÕES NO ESTADO

O novo diretor do Detran deve ser o delegado Osmiro Camilo Coelho, que já trabalha no órgão. É mais uma indicação com a chancela de deputados do PMDB. Além de secretarias importantes o PMDB e o PT comandam as nomeações no baixo clero do governo.

MINAS GERAIS: GOVERNO DEIXARÁ DE NOMEAR DE 20% A 25% CARGOS

Por economia de recursos, Fernando Pimentel deve deixar de nomear cerca de 20% a 25% dos cargos de confiança nos escalões intermediários. Na prática, isso significaria uma redução de até um quarto das vagas. A informação é de um secretário muito próximo do governador.

ELEIÇÃO NA ASSEMBLEIA DE MINAS: PAULO GUEDES ESTARIA INSATISFEITO COM AS ARTICULAÇÕES DO GOVERNO

Na falta de disputa e de oposição, o fogo amigo se manifesta. O futuro secretário de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais, deputado Paulo Guedes (PT), está incentivando a oposição a lançar candidato avulso para disputar o cargo de 1º secretário, que será ocupado por Ulisses. Candidato a presidente da Assembleia no biênio 2017-2018, Guedes receia que, como é comum, que o colega concorra com ele.

CENÁRIO DEFINIDO NA DISPUTA PELA MESA DIRETORA DA ASSEMBLEIA DE MINAS

Os cargos mais importantes da nova direção da Assembleia Legislativa – presidente e 1º secretário - serão assumidos, após eleição no próximo domingo, por dois aliados do governador, respectivamente, os deputados Adalclever Lopes (PMDB) e Ulisses Gomes (PT). Tudo combinado, e até com apoio da oposição, que irá integrar a composição da nova mesa diretora: o PSDB ficará com a 3ª vice-presidência. Haverá chapa única, como é tradição na Casa.